Versão para impressãoSend to friend
Palestinian Grassroots Anti-apartheid Wall Campaign

Exposição de fotos 'Retratos de Resistência'

Sul21 numa conversa interessante com os fotógrafos paranaenses Leandro Taques e Rafael Oliveira que tiraram as fotos para a exposição “Retratos da Resistência – Um povo que luta para não desaparecer”. O acervo conta com uma série de fotografias sobre a Palestina que foram tiradas durante sete dias de abril do passado, quando os brasileiros estiveram na região. A exposição está nesse momento na Assambleia Legislativa de Rio Grande do Sul.

 

Um comentário interessante por parte dos fotográfos trata do tema das relações militares do Brasil com Israel:

Sul21 – Como foi a reação das pessoas ao saberem que vocês são brasileiros? O Brasil, por um lado, apoia a criação do Estado da Palestina, mas, por outro, mantém diversos acordos econômicos e militares com Isarel.
Leandro –
A reação sempre foi muito mais positiva do que negativa, até porque tem muito palestino no Brasil. Porém, havia algumas criticas exatamente ao fato de o Brasil ter uma posição pró-Palestina, mas comprar armas de Israel. Como é que a gente vai apoiar isso? É uma coisa que precisa ser revista para que, de fato, o Estado palestino seja reconhecido.

Rafael – O Brasil não só compra armas, como em algumas situações fornece alguns equipamentos também. Em geral, esse tipo de critica vem do sujeito mais politizado, que tem um conhecimento maior a respeito dessa situação. A população em geral, na hora que você fala que é brasileiro, abre um sorriso. Via de regra, a recepção sempre é muito calorosa.

Sul21 – E depois dessa experiência vocês pretendem voltar para lá, talvez com mais tempo, e ir para a Faixa de Gaza?
Leandro –
Isso agora é um projeto. Os Retratos da Resistencia não são mais só uma viagem, só uma exposição. É um projeto que queremos que tenha desdobramentos maiores. O problema é que entrar em Gaza é super complicado, ainda mais agora depois desse genocídio que ocorreu lá. Mas a ideia é fazermos esse projeto crescer, fazer um livro fotográfico, uma exposição maior. Isso deve ocorrer em 2015. Esse acervo vai ser doado para a Fepal e já existem algumas negociações para fazer esse material rodar.

 

A entrevista completa está em: http://www.sul21.com.br/jornal/fotografos-brasileiros-querem-que-exposic...

x

Select (Ctrl+A) and Copy (Ctrl+C)